top of page
  • Raquel Nogueira

SELIC, IPCA E PIB : DESCUBRA IMPORTANTES INDICADORES DA ECONOMIA E O QUE ELES REPRESENTAM PARA A SUA VIDA



Quantas vezes ao assistir o noticiário você se depara com o jornalista falando de Selic, Ipca, PIB e você se pergunta, mas que diabos ele está falando?


O que acontece a seguir é mudar de canal ou simplesmente ignorar.

Isso ocorre, na maioria das vezes, por não entender o que isso significa ou no que isso afeta a sua vida. Nesse artigo vou esclarecer para vocês de forma simples 4 indicadores da economia que são importantes e que sim, afetam a sua vida.


SELIC


A SELIC (Sistema Especial de Liquidação e Custódia) é um dos principais indicadores de economia do nosso país. Ela é definida a cada 45 dias pelo Comitê de Política Monetária (COPOM) e essa definição sinaliza o que vai acontecer na economia.


A Taxa Selic nada mais é que o preço pago por crédito no Brasil. Aí você me pergunta, o que eu tenho haver com isso?

Quando essa taxa é cortada ou diminui, o consumo de crédito é estimulado e aumenta a circulação de dinheiro no mercado. Para os empresários, a tendência é que eles consigam crescer ou desenvolver seus negócios, visto que com o crédito mais disponível pode se tornar viável aquele investimento que estava aguardando uma oportunidade.

Para as pessoas, com o crédito mais acessível, há um aumento do consumo.

E para você que tem um dinheirinho guardado saiba que a alteração da SELIC tem impacto direto nos seus investimentos, para quem tem seu dinheiro em renda fixa.

Vou falar aqui de dois investimentos conservadores e muito populares e que são atrelados a Taxa SELIC.


Tesouro Direto: O Tesouro SELIC está indexado à taxa básica de juros, portanto quando a SELIC é cortada seus rendimentos são impactados diretamente. 


Poupança:  Você sabia que o rendimento da poupança tem tudo haver com a SELIC.

A regra da poupança desde 2012 é a seguinte:  Se a taxa Selic for de 8,5% ao ano, a poupança vai render 0,5% ao mês mais a TR, agora se a SELIC for menor que 8,5% o rendimento será de 70% da SELIC do período.

Não é segredo que a poupança é o investimento que tem a pior rentabilidade, perdendo, atualmente, até mesmo para a inflação.


O IPCA (índice de preços ao consumidor amplo) mede a variação dos preços para o consumidor final e é o índice oficial de inflação do nosso país.

Esse índice é calculado com base no custo de vida das famílias.

Para chegar nesse índice são calculadas despesas com moradia, alimentação, saúde e higiene pessoal, artigos para casa, despesas pessoais, comunicação, transporte e vestuário em regiões pré determinadas do país.

A ligação desses custos com o IPCA é que se o índice aumentar, provavelmente alguns desses produtos/serviços ficarão mais caros e se o IPCA diminuir significa que os preços subiram menos em relação ao mês anterior.

Você deve estar se perguntando, mas qual o impacto disso na minha vida?

É com base nesse índice que muitos fornecedores e comerciantes reajustam os seus preços, este indicador é muito utilizado também em contratos de aluguel e servem para reajustá-los. Esse índice também tem impacto e vários investimentos de renda fixa,verifique se esse é o seu caso.

Esse índice afeta diretamente o nosso orçamento, portanto fique de olho.


PIB


Esse índice é o mais falado e com certeza o mais conhecido. O PIB  - Produto Interno Bruto cujo o conceito é:

“Uma medida de valor de bens e serviços produzidos por um país em determinado período de tempo”

Como o nosso objetivo aqui não é entender profundamente de economia e sim saber o que isso impacta nas nossas vidas, vou expor o que acontece quando temos um PIB alto e você já vai entender por que ele é tão importante.

Quando o PIB está alto, obviamente a economia cresce e com isso aumenta a renda das pessoas (per capita) e o consumo das famílias.

Com a atividade econômica em alta as empresas que já estão estabelecidas tendem a crescer e com isso contratam mais pessoas para trabalhar e além disso novas empresas surgem contratando mais pessoas.

Além do impacto nas famílias, economias em expansão como produzem mais aumentam a sua competitividade e a qualidade dos produtos melhora.

Quando o PIB está baixo a relação é inversa ao que acontece quando o PIB está alto.


DÓLAR


Muita gente acha que o dólar só exerce influência para as pessoas que vão viajar para o exterior ou para grandes empresas que possuem operações fora do país, mas isso não é bem uma verdade.

Muitos itens que são consumidos no cotidiano do brasileiro modificam seus preços com a movimentação do dólar. Sabe aquele pãozinho fresquinho que todo mundo ama comprar para tomar o café da manhã?


Saiba que ele é muito influenciado pela alta do dólar, isso porque boa parte do trigo do Brasil é importado  e com isso sobre o impacto da flutuação da moeda.

Assim como o pão,outros produtos têm seus preços alterados em virtude do dólar e isso está vinculado a matéria prima necessária para a produção, alguns exemplos como eletrônicos, eletrodomésticos e alguns medicamentos sofrem com a flutuação do dólar.




Siga o Enche o Bolso no Instagram!














bottom of page