top of page
  • Luna Mia

SERES FANTÁSTICOS DO BRASIL E ONDE HABITAM

A partir de hoje a Yaih entrará em mais um universo de matérias e reportagens.

Nós, os seres humanos, podemos ir além do corpo físico e invadirmos as possibilidades do surreal, da mitologia, esoterismo, evolução espiritual, rituais energéticos e nos caminhos infinitos que não são palpáveis, mas que alegram e iluminam nossa trajetória através das energias transcendentais.


Nesta primeira coluna vamos falar de um assunto que permeia o imaginário da cultura nacional, "Os seres mitológicos do folclore brasileiro". Seja bem vindo ao invisível que nos salta aos olhos.



Estamos em época de comemorações juninas e julinas no Brasil, festas que, como em outras partes do mundo, seguem o calendário litúrgico da igreja católica. Contudo, muitos estudiosos afirmam que celebrações para os santos do catolicismo sobrepuseram-se às comemorações pagãs de divindades e deuses atribuídos a boas colheitas, solstícios, períodos de chuva, etc.


Lendas e seres mitológicos fazem parte da cultura de todo o planeta. Em nosso país muitas foram repassadas por imigrantes, mas os indígenas possuem a maior parte da fonte de histórias onde surgiram as figuras folclóricas que viajam no mundo fantástico que habita dentro de cada ser humano.


Apesar do dia do folclore ser comemorado em 22 de agosto, é em junho e julho que essa cultura fica bem mais evidenciada devido às festas, quermesses e arraiás que acontecem, principalmente no norte e nordeste.


Quer conhecer melhor? Siga lendo, abaixo você poderá conhecer alguns personagens principais do folclore brasileiro:



Curupira

Criatura com os pés virados para trás que guarda a floresta, além de fazer muitas travessuras.


Iara/ arte presente no livro Chiaroscuro https://bran.com.br/lendas-do-folclore-brasileiro-por-quadrinhistas-marvel-dc/

Iara

Iara se é uma "sereia" dos rios que seduz os homens deixando-os loucos.


Boto

O Boto é uma espécie de "golfinho" dos rios que se transforma em homem para seduzir e engravidar moças solteiras.


Lobisomem

A Lenda conta a história de um homem que, por castigo divino, foi condenado a se transformar em lobo nas noites de lua cheia.


artista desconhecido

Mula sem cabeça

Tudo aconteceu quando uma mulher que se apaixonou por um padre e teria sido amaldiçoada, transformando-se em uma mula com chamas de fogo no lugar da cabeça.


artista desconhecido

Saci-pererê

Lenda com origem na região Sul. Menino preto de uma perna só, é travesso, esconde coisas da casa, troca os recipientes do sal e do açúcar para confundir as cozinheiras, e trança o rabo dos cavalos.



Boitatá

Grande serpente de fogo que é protetora das florestas, principalmente em caso de queimadas. Segundo a lenda, quem olhar para o Boitatá pode ficar cego e louco.


Cuca

Bruxa em forma de jacaré, é usada pelos pais para convencer as crianças a dormir, ou senão serão levadas por ela.


Caipora

Criatura que tem a função de proteger a floresta. Para tanto, recorre a armadilhas e pistas falsas aos caçadores.



Caipora/Marina Torrecilha


Negrinho do pastoreio

Tem origem na região Sul. É a história de um escravo que deixou fugir um cavalo do patrão e por isso foi cruelmente castigado e morto. Depois disso, pessoas o enxergam montado no cavalo perdido e acompanhado de Nossa Senhora. Promessa a ele, ajuda a encontrar coisas perdidas.


Boiuna ou Cobra grande

Cobra que engravidou uma índia, a qual teve um casal de gêmeos semelhantes a cobras. Pode virar embarcações, se transformar em mulher e afogar pescadores.


Erva-mate

Lenda da região Sul, a planta foi ofertada por Tupã a um índio velhinho que o recebeu bem em uma das suas viagens. Agradecido, Tupã lhe deu a erva que devolveu a sua energia física.



Matinta Pereira ou Matinta Perê

Bruxa velha que se transforma em pássaro feio e se põe a assobiar de maneira estridente. Só para quando o morador promete a ela algo para que pare (geralmente tabaco, café, cachaça ou peixe). Assim, matinta volta no dia seguinte, transformada em uma velha para cobrar o combinado. Se o prometido seja negado, uma desgraça acontece na casa.


Corpo-seco

Castigo para quem tiver atitudes imperdoáveis durante a vida, depois que morre, o espírito dessas pessoas não é aceito por Deus, nem pelo diabo e, assim, ficam vagando pela noite, num corpo com aspecto seco - em pele e osso.


Para quem gosta de ver além de ler, a série brasileira "Cidade Invisível" (Netflix) é uma ótima dica para conhecer mais sobre o assunto.



*Texto de Cibéli Silveira Specht




Fontes:






Comments


bottom of page