top of page
  • Ághata Ramos, Agência Yaih

EXISTE LIMITE DE IDADE PARA APRENDER?


Recentemente, viralizou um vídeo nas redes sociais de duas estudantes da cidade de Bauru (SP) debochando de uma colega de sala por ela possuir mais de 40 anos e estar cursando a faculdade. O vídeo gerou indignação na internet e uma onda de solidariedade e de debates sobre o preconceito de idade se iniciou.




De acordo com a assessoria da universidade Unisagrado, as três mulheres são maiores de idade e também alunas de biomedicina, juntamente com a vítima dos comentários maldosos. Ao site g1, uma das estudantes disse que as três estão arrependidas do que falaram e que o vídeo foi uma "brincadeira de mau gosto".




O QUE É ETARISMO?



Etarismo é uma forma de discriminação baseada na idade. É a crença de que a idade determina a capacidade de uma pessoa de contribuir para a sociedade, sua habilidade de aprender coisas novas e sua capacidade de desempenhar certas funções. O etarismo pode afetar pessoas de todas as idades, mas é mais comumente direcionado a pessoas mais velhas.


Esse preconceito provoca a exclusão de pessoas mais velhas em oportunidades de trabalho, promoções e benefícios. Além disso, pode afetar a autoestima e a autoconfiança de indivíduos mais velhos, levando a problemas de saúde mental como depressão e ansiedade.



COMBATE AO ETARISMO


Para combater o etarismo, é importante educar as pessoas sobre a diversidade de idades e os estereótipos que cercam as pessoas mais velhas.

No que diz respeito a capacidade de aprendizado, a idade não limita a vontade de aprender, não determina inteligência. A educação é um direito de todos, desde crianças até idosos. Em um país desigual como o Brasil, milhões de pessoas foram e ainda são impossibilitadas de estudar por uma série de razões, sendo a pobreza e a falta de recursos, o fator maior.

Nas redes sociais, centenas de pessoas compartilharam seus relatos de estudo em diversas idades, sendo a maioria com mais de 30 anos, provando que para mentes curiosas não há limites para o aprendizado.




Yaih, o que você acha sobre isso?

Comments


bottom of page