top of page
  • Ághata Ramos, Agência Yaih

ENTREVISTA COM NILDO RUTZ, PRESIDENTE DA COOPAR/POMERANO

Coopar/Pomerano: Incentivando a Agricultura Familiar e Impulsionando o Desenvolvimento - Entrevista com o Presidente Nildo Rutz


No coração de São Lourenço do Sul, a cooperativa Coopar/Pomerano conquistou o seu lugar de destaque na atuação e incentivo a agricultura familiar, promovendo o desenvolvimento econômico e social da comunidade local. A Coopar/Pomerano é uma referência no setor de cooperativas, oferecendo suporte e oportunidades para produtores rurais e fortalecendo a economia da região.

Desde a sua fundação em 1992, a Coopar tem atuado incansavelmente para promover o crescimento e a prosperidade dos agricultores associados. Com um modelo cooperativista de gestão, a organização tem buscado consolidar sua posição como uma das maiores e mais bem-sucedidas cooperativas da agricultura familiar na região sul.

Em entrevista para a Yaih, o presidente da Coopar/Pomerano, Nildo Rutz, aborda o início da cooperativa e seus desafios:

“A Coopar teve desde o início da sua fundação um trabalho muito forte junto a agricultura familiar[...] no início passamos por uma época em que o descredito da agricultura familiar era muito grande, com o tempo, conseguimos nos solidificar na região”

“Trabalhamos cada vez mais forte e buscamos o maior desenvolvimento da cooperativa e dos nossos associados, o nosso lema é ‘O associado estando bem a cooperativa está bem”. O nosso quadro de colaboradores é orientado a oferecer sempre o melhor atendimento e a melhor assistência[...] a Coopar/Pomerano fornece novos conhecimentos junto a cursos e atividades para ajudarmos ao associado tanto na área de grãos quanto na área de leite”

‌Atualmente, a Coopar conta com um expressivo número de associados, alcançando a marca de mais de 5.700 associados engajados e beneficiados pelos serviços oferecidos pela cooperativa. Essa ampla base associativa é resultado do comprometimento da Coopar em oferecer soluções eficientes e vantajosas para seus membros, fortalecendo a união e a cooperação entre os agricultores da região.

Além da sua matriz na Boa Vista, a área de atuação da Cooperativa Coopar se estende pelas filiais em Picada Esperança, Pedrinhas, Pycrespo (interior de pelotas), unidade de laticínios em Boa Vista e a unidade laticínios na BR 116.

Com satisfação pelos resultados positivos da cooperativa, Nildo Rutz comentou sobre as expectativas com a Coopar/Pomerano para o futuro:

“Como presidente, acredito em um futuro próspero para a Coopar/Pomerano em quesito de expansão, hoje a cada dia que passa temos a chegada de novos associados que buscam o nosso trabalho[...] o esforço da Coopar/Pomerano se reflete pela qualidade e chega nas pessoas [...]”

Em 2023, a Coopar/Pomerano possui boas expectativas para o crescimento no volume de grãos, existe um grande volume esperado para o milho e; na área do leite, há uma expectativa muito positiva graças ao trabalho de mais de 20 anos da cooperativa com investimentos em melhoramento genético. Desde que a Coopar começou a trabalhar na área de laticínios foram notados muitos resultados positivos; com um crescimento de em média 8% a 10% por ano, o objetivo da equipe da Coopar/Pomerano é seguir avançando para os próximos anos.

‌Sobre o faturamento de 2023, o presidente da cooperativa pontua “Possuímos expectativas de crescimento, mas menor do que nos anos anteriores em virtude da alta inflação de produtos, tanto na área de soja e milho quanto em fertilizantes. Apesar disso, nós nos mantemos confiantes em um ano com boa comercialização de produtos.”

‌No que se refere a projetos, Nildo citou a fábrica de ração que está em fase final de construção, projeto no qual a cooperativa possui meta de iniciar suas operações no segundo semestre desse ano.

Além desses avanços, mencionou também que o foco da equipe é melhorar as estruturas das unidades já existentes, assim é possível aumentar ainda mais a agilidade de recepção da soja e do milho dos associados.




Coopar sede










Unidade Boa Vista 6° Distrito










Unidade Laticínios BR 116

Comentários


bottom of page