top of page
  • Ághata Ramos, Agência Yaih

MORADA DOS IPÊS: UMA HISTÓRIA DE RAÍZES FIRMES E PLANEJAMENTO SUSTENTÁVEL



Na tranquila cidade de São Lourenço do Sul surge, não apenas um empreendimento imobiliário, mas um legado construído com base em valores familiares e um compromisso inabalável com a qualidade. Uma empresa familiar trabalha para criar um espaço acolhedor, organizado e ideal para várias famílias instalarem seus lares. Estamos falando do Loteamento Morada dos Ipês, idealizado pela família Vargas Busetti.



Tudo começou com Euclides Vargas, o avô de Waléria Vargas, com seu árduo trabalho nas terras. Ao longo de décadas, a família Vargas cultivou arroz no local onde nasce o Loteamento, transmitindo lição de persistência, com a filosofia de não desistir diante das adversidades da vida. Há cerca de 10 anos, Waléria Vargas assumiu uma parte dessas terras, dando início ao meticuloso planejamento do Loteamento Morada dos Ipês, junto com seu esposo, Aristides, e seus filhos Wilson e Marcela. Trata-se de um projeto que reflete, não apenas a visão da família, mas o cuidado dedicado a cada detalhe.


Tendo raízes profundas em São Lourenço do Sul, Waléria retorna para a cidade acompanhada de seu esposo e o filho Wilson e família. Decidem fixar residência na cidade para realizar o projeto do Loteamento. A família Vargas Busetti destaca que a principal motivação é criar um lugar onde eles próprios gostariam de viver, atendendo às expectativas dos futuros moradores.


O diferencial do Morada dos Ipês reside no seu planejamento. Entre os principais cuidados, está o solo. As ruas foram escavadas até encontrar terra firme, e pedras de rachão foram estrategicamente colocadas para sustentar o calçamento. Esse cuidado aliado ao deslocamento da sobra de terra para os terrenos permite que estes sejam elevados e fiquem a aproximadamente 10 cm acima do nível das futuras calçadas, prevenindo situações inadequadas e proporcionando uma experiência segura.


Além disso, a família destaca o compromisso com a sustentabilidade no escoamento da água pluvial do Loteamento, pois haverá um direcionamento das águas para o arroio Carahá, através da criação de uma drenagem com ligação subterrânea adequada, paralela, a cerca de 300 metros ao valo existente da Av. Sony Soares Correa.

A parte de água da Corsan terá tubulações passando sob cada lado de calçada, facilitando futuras manutenções sem a necessidade de grandes intervenções, o que não prejudicará o leito das ruas.


Existe também o detalhe dos meios-fios serem em L, fato que ajudará a evitar o surgimento de vegetação inadequada entre calçadas e o leito das ruas, facilitando muito o escoamento das águas das chuvas.

A arborização do loteamento é um capítulo à parte. Mudas de árvores de Ipê e Resedá estão sendo plantadas, criando um ambiente harmonioso e natural. A escolha dos ipês não é apenas pela beleza, mas também reflete o amor da família pela natureza.

Vale lembrar que todos os terrenos possuem matrícula própria junto ao Registro de Imóveis, onde consta a indivisibilidade dos mesmos. Esse fato permitirá um visual onde, além das edificações futuras, haverá a possibilidade de criar belos jardins, harmonizando-se com o ambiente como um todo.



A família Vargas Busetti expressa sua gratidão à empresa Figueira e Paim, à Benso Engenharia e à arquiteta Luisa Bergmann pelo suporte técnico.

A imobiliária Vargas Busetti Negócios Imobiliários, sendo a guardiã desse legado, atua com exclusividade na venda dos terrenos e está pronta para receber aqueles que desejam fazer parte da Comunidade Morada dos Ipês





W2AM Empreendimentos Imobiliários leva consigo o significado dos nomes da família – Waléria, Wilson, Aristides e Marcela.


Este é mais do que um loteamento: é uma comunidade que está sendo construída e consolidada com amor, compromisso e uma visão de futuro.

Construir um lar vai, além de erguer paredes, tecer memórias em cada canto.

Adquirir um terreno é o primeiro passo para fazer parte desta história que se escreve com raízes firmes e planos sustentáveis.

bottom of page