top of page
  • Rodrigo Seefeldt

LIVRO NOIVAS DE PRETO E SUA CONTRIBUIÇÃO HISTÓRICA E CULTURAL



O livro “Noivas de Preto” uma saga contra a força da tradição e da lei dos senhores,

escrito pelo pesquisador e literato lourenciano Jairo Scholl Costa, foi lançando

oficialmente no mês de abril de 2022, através da Pragmatha Editora. O romance

histórico apresenta em cenário primário a força do sistema feudal que dominou a

Europa Medieval, onde os nobres tinham terras e formavam ducados e reinos que

muitas vezes entravam em guerras constantes entre os próprios senhores ou inimigos

que buscavam maiores territórios.


O feudo era considerado uma grande extensão de terras e eram utilizadas para a

agricultura, divididas em glebas e destinada às famílias camponês-servas, que moravam

próximos, mais precisamente no burgo, uma pequena aldeia ou vila, que existia o

castelo do senhor feudal e uma capela. No burgo sempre havia guardas em

monitoramento constante para o caso de ataques e invasões de inimigos.


Neste contexto de dependência entre os camponeses e o sistema feudal, o autor aborda

uma das histórias de maior impacto, fidelidade e submissão dos servos aos chamados

donos da terra. O enredo também aponta as características da Pomerânia, região

atualmente extinta na Europa de onde migraram para o sul do Brasil inúmeros

pomeranos em busca de uma nova vida.


O ponto alto da obra é a relação do feudalismo e a revolta às regras do casamento pomerano. A noiva vestia preto no dia da cerimônia, algo além de tradição, revolta e protesto sobre as regras feudais, principalmente contra as mulheres. O romance

responde por que as noivas casavam de preto, motivos e consequências.

O autor buscou descrever cada detalhe da época medieval, seja da presença da igreja católica na difusão da fé através da conversão dos camponeses pagãos, como a situação

geopolítica da Pomerânia e da Europa no século XIV. O romance expõe as características de época de cada personagem que compõem a história, com enredo que permite a mente do leitor viajar no tempo, sentindo o aroma e as aventuras do momento descrito.


Escritor Jairo Scholl Costa

Por fim, deve se destacar que a obra literária “Noivas de Preto” pode ser considerada

uma contribuição cultural e histórica para os povos que se mantiveram diligentes

mesmo sob domínio e regras de líderes impiedosos.


Ao concluir esta reflexão anoiteceu, e cabe destacar uma passagem do livro que se

refere à noite: “este é o poder do sono, lenir o sofrimento dos mortais das lembranças e

preocupações, estejam elas no passado, presente ou no futuro. Basta adormecer para que

a alma viaje para lugares ignotos, dos quais lembraremos ou não" (Jairo Scholl Costa,

2022).









Rodrigo Seefeldt é condutor local do Caminho Pomerano, Bacharel em Desenvolvimento Rural, Fundador do RuralidadesSul e escritor integrante do CEL – Centro de Escritores Lourencianos.

bottom of page