top of page
  • Coopar/Pomerano

INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL E MELHORAMENTO GENÉTICO

Texto de Diego Mass- Departamento Técnico Do Leite da Coopar/Pomerano


A cooperativa Coopar/Pomerano tem incentivado a inseminação artificial e o melhoramento genético de bovinos de leite de seus associados desde 2001, quando a cooperativa ingressou na atividade do leite. Naquela época, o uso da técnica de inseminação artificial era mais difícil na região de São Lourenço do Sul devido a um custo elevado. Inicialmente, a cooperativa e alguns grupos de produtores se organizaram e se uniram para fazer o curso de inseminação, a fim de capacitar os produtores e adquirir o botijão de sêmen. Ao longo dos anos, a cooperativa e seus associados foram se aperfeiçoando e modernizando o uso da inseminação artificial.


Em 2023, a Coopar/Pomerano lança seu 13º Programa de Melhoramento Genético, sendo sinônimo de qualidade, organização e critério. O Departamento Técnico do Leite realiza uma seleção da genética que será disponibilizada aos associados, uma escolha fundamental para garantir a qualidade genética em cada propriedade. Um dos principais processos é selecionar a genética que trará benefícios para os produtores de leite, tornando suas propriedades lucrativas e obtendo resultados positivos na atividade.

Essa genética é disponibilizada para os produtores de leite associados atendidos pela Coopar na região, de acordo com o perfil de cada propriedade e seus diferentes sistemas de produção. A escolha passa por uma seleção criteriosa realizada pelo Departamento Técnico, o que impacta diretamente na qualidade da genética dos animais nas propriedades.


A cooperativa concentra-se principalmente no gado leiteiro, utilizando as raças Holandês e Jersey, pois são as que possuem maior aptidão leiteira na região. Além disso, destaca-se a qualidade genética oferecida aos associados, proveniente de países com uma excelente base genética. As características buscadas incluem animais mais saudáveis, com maior fertilidade, bom sistema mamário, boa produção de leite e índices adequados de gordura e proteína. São animais que possuem imunidade desde o nascimento e durante toda a lactação, produzindo um leite de melhor qualidade. O produtor deve estar atento para selecionar características adequadas tanto para o sistema a pasto quanto para o sistema confinado.


Outra ferramenta disponível para as propriedades é o programa de acasalamento, que auxilia na seleção de uma genética mais precisa e eficiente, considerando que o avanço genético atual é mais rápido em comparação a alguns anos atrás. O produtor também pode contar com o acompanhamento opcional da cooperativa e de empresas parceiras para realizar o acasalamento dos animais nas propriedades, minimizando erros e acelerando o avanço genético. Isso contribui para a longevidade dos animais, tornando-os mais rentáveis e lucrativos para o produtor.


Neste ano, a cooperativa adicionou uma tecnologia inovadora em parceria com uma empresa de genética bovina, disponibilizando touros que produzem filhas com baixa emissão de metano. Isso contribui para a questão ambiental, reduzindo a contaminação do meio ambiente pelas vacas. A cooperativa também oferece cursos de inseminação e auxilia os produtores na aquisição de botijões de sêmen, fornecendo suporte em todo o processo de inseminação artificial. Esse trabalho tem sido fundamental para o desenvolvimento da bacia leiteira da região.







Siga a Coopar/Pomerano no Instagram




Kommentare


bottom of page