top of page
  • Ághata Ramos, Agência Yaih

ENTREVISTA COM VINiCIUS ALMEIDA, CAMPEÃO BRASILEIRO DE MUAY THAI

Com uma linda trajetória de dedicação e superação, o lourenciano Vinicius Almeida Garcia se tornou Campeão Brasileiro de Muay Thai, categoria Elite até 23 anos, no maior evento multiesportivo da América Do Sul, o Arnold South America Festival em São Paulo.


Curiosos para saber como essa medalha chegou em São Lourenço, a Yaih teve a honra de conversar com o nosso campeão e conhecer um pouco da história dele no esporte.



1. Vinicius, como tu te tornou interessado e apaixonado pelo Muay Thai?

Eu comecei em 2010, como eu havia perdido meu pai em 2009 senti a necessidade de me achar em algum lugar para extravasar os meus sentimentos.

2. Como foi a jornada para se tornar um campeão nacional na categoria elite do Muay Thai?


Eu venho trabalhando a bastante tempo para chegar a esse campeonato, foi uma jornada de muito esforço com certeza.

3. Quais são os principais desafios que tu enfrentou ao longo da carreira como lutador de Muay Thai?


Quando eu tinha uns 16 anos e fui morar em Pelotas, ganhei uma bolsa de estudos para lutar MMA, fiz 1 ano de preparação para poder lutar e tive que desistir. Desisti para poder trabalhar e estudar; voltei com foco nas competições apenas quando me formei na faculdade. Hoje em dia viver da luta no Brasil é muito difícil... para você ganhar um salário legal tem que lutar muitas seguidamente e isso causa muitas lesões no corpo. Exige muito tempo e disposição.

4. Como você se prepara fisicamente e mentalmente para as competições de Muay Thai?

Eu treino duas vezes ao dia, cada treino tem 1:30 de duração. Eu faço uma preparação na academia onde trabalho, que é a M Funcional com o Roberto Pereira, meu treinador e amigo pessoal que me ajuda a estruturar toda uma preparação e eu sigo ela. Na parte do Muay Thai, eu faço uma parte toda técnica na minha academia, a Almeida Team.





5. Além de competir, tu também é instrutor de Muay Thai. Como é a experiência de ensinar o esporte que você ama para outras pessoas?


Eu tento mudar a vida das pessoas através do Muay Thai assim como o Muay Thai mudou a minha. Quando perdi meu pai eu me sentia perdido e me encontrei no Muay Thai então tento passar a minha vivência e experiência para os alunos, não somente na área de competição. Eu me sinto realizado.

6. Quais são os benefícios físicos e mentais do Muay Thai, na sua opinião?


Todo mundo que começa ali se torna mais forte, principalmente no psicológico. A cada aula a pessoa evolui e supera os problemas. Esse hábito eles levam para a vida e se tornam mais resistentes.

7. Quais são os seus objetivos futuros como lutador de Muay Thai? Você tem planos de competir em nível internacional?


O meu principal foco é entrar para a Seleção Brasileira de Muay Thai. Já lutei em um campeonato em novembro em Santa Catarina e lá fui vice-campeão e, nesse último campeonato fui campeão. Espero um chamado da CBMTT, a confederação que faço parte, para disputar campeonato panamericano, sul-americano, mundial...

8. Como a sua vida mudou desde que se tornou um campeão nacional de Muay Thai?


Adquiri mais reconhecimento das pessoas que não conheciam meu trabalho, ser o primeiro a trazer um título nacional desse tipo para a cidade é uma honra, mas também exige responsabilidade. Estou preparando os meus alunos e atletas para que cheguem mais longe que eu. Quero que as vitórias sejam algo comum para a nossa cidade.


9. Como foi a recepção da sua família ao seu sonho?


Sempre acreditavam apesar do medo. Como é uma luta que pode machucar fisicamente havia um pouco de receio mas eu sempre deixei claro que era o meu sonho ser campeão brasileiro.

10. Você tem algum conselho para quem está iniciando no Muai Thai ou pretende começar?

Independentemente do que acontecer na sua vida, continue treinando. Nada vence de quem trabalha.




Quer acompanhar o trabalho do Vinicius? Você pode seguir ele no Instagram


bottom of page