top of page
  • Ághata Ramos, Agência Yaih

ENTREVISTA COM RODRIGO UARTH, SECRETÁRIO MUNICIPAL DO SEPLAMA

A Semana do Meio Ambiente iniciou nesta quinta-feira (1) e a Yaih trouxe uma autoridade no assunto para conversar um pouco sobre Meio Ambiente e São Lourenço Do Sul : Rodrigo Uarth.




Rodrigo é Secretário Municipal do Planejamento e Meio Ambiente, passou a integrar a equipe da SEPLAMA (Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente) em 2009 e está na SEPLAMA há mais de 14 anos. Ele começou a trabalhar no departamento de Gestão Ambiental do município, onde são praticadas e desenvolvidas todas as temáticas ambientais do local. Rodrigo é formado em Engenharia Civil, Administração de Empresas e é graduado na Escola Técnica em Eletromecânica, além de ser pós-graduado na área ambiental e em gestão também.



A SITUAÇÃO ATUAL DO MEIO AMBIENTE EM SÃO LOURENÇO DO SUL


"Existem várias temáticas que foram abordadas durante esses anos de trabalho, uma delas é a questão do resíduo sólido urbano, na qual obtivemos muitas vitórias. Em 2010, a Política Nacional de Resíduos Urbanos foi instituída pela lei 12305, o que tornou obrigatório para todos os estados e municípios destinarem adequadamente todos os resíduos sólidos (entulho, papel, papelão, plástico) que podem ser reciclados. Isso é um desafio, pois, mesmo com a implementação de um sistema de coleta de resíduos, muitas pessoas continuam a despejar entulhos e lixo em lugares como esquinas e terrenos baldios."


Recentemente, uma lei municipal foi alterada e a prefeitura parou de realizar a coleta de resíduos sólidos da cidade. Essa decisão causou muita revolta entre os moradores de São Lourenço do Sul. Questionado sobre isso, Rodrigo justificou:


"Um dos pilares da educação ambiental é a redução. Na situação em que estávamos, a prefeitura realizava a coleta, mas as pessoas continuavam descartando, criando um mau hábito, pois acreditavam que o lixo indevido seria recolhido no dia seguinte."


Além disso, Rodrigo explica que essa situação vai contra a redução que deveria ser feita por meio da reciclagem e do descarte adequado do lixo.


O DESCARTE IRREGULAR DE ENTULHOS


Durante a entrevista, a Yaih utilizou um exemplo para ilustrar a situação do lixo e mencionou um local no bairro Sete de Setembro que é frequentemente usado para o descarte irregular de lixo e entulhos há mais de 30 anos, na rua 25 de julho, esquina com Santa Cruz. Por que situações como aquela ainda ocorrem?


Rodrigo explicou que o problema persiste há anos e que já foram feitas tentativas de conscientização da população, aplicação de multas e outras ações por parte do poder municipal para controlar essa situação.


"Essa é uma luta de anos e não faltaram tentativas de orientar os moradores em relação ao descarte adequado. No entanto, as instruções, informações, palestras e ações foram ignoradas, e o descarte irregular continua... tanto por moradores do bairro quanto por moradores de outros bairros que se dirigem até esse ponto para descartar irregularmente."


Ele ressalta que a prefeitura e a SEPLAMA estão cientes dessa situação há muito tempo, mas, se não houver iniciativa por parte da população, os esforços de recolhimento da prefeitura serão em vão, pois, mesmo que a montanha de entulho seja removida, no dia seguinte eles voltam a descartar, repetindo o ciclo mencionado anteriormente. Isso ocorre não apenas nessa esquina, mas em alguns pontos da cidade.


O entrevistado menciona que há a intenção e estão sendo estudadas formas de regularizar essas situações, pois são impasses entre o poder público e a população.


"Antigamente, a prefeitura transportava 250 caminhões de entulho por mês, o que resultava em altos custos com óleo diesel, maquinário, equipe e outras necessidades. A decisão de interromper essa coleta foi consciente, sabíamos que a população ficaria contra nós, pois estávamos retirando esse conforto, a certeza de que o lixo inadequado seria recolhido. Um dos princípios da política de educação ambiental é a redução, e temos respaldo legal para tomar essa medida, a fim de interromper esse ciclo."


Ao falar sobre uma solução, a resposta foi clara: conscientização e educação ambiental para a população.



O BIOMA DE SLS E A SAÚDE DO ARROIO


"Algo com que a secretaria trabalha muito é o manejo da arborização urbana. Poucas pessoas sabem, mas São Lourenço do Sul está inserida em um bioma muito importante no Brasil, o bioma Mata Atlântica. É muito interessante, pois as espécies, a fauna e a flora daqui são características desse bioma. São Lourenço do Sul tem um convênio com o estado, chamado Convênio Mata Atlântica, onde a cidade tem a responsabilidade de preservar a Mata Atlântica. Quando esse bioma é destruído, é provável que ocorram alterações climáticas, algo que poucas pessoas sabem."



"Nosso foco também está em um projeto que visa à restauração da mata ciliar, que é a mata ao redor do arroio. Ela desempenha um papel muito importante na defesa das encostas. É uma política pública. Ao restaurar a mata ciliar, trazemos saúde para o recurso hídrico, e com a draga (recém-adquirida pela prefeitura) fazendo a dragagem do leito, podemos manter o arroio saudável e reduzir a probabilidade de ocorrer uma enchente como a de 2011."





ATIVIDADES DE CONSCIENTIZAÇÃO PARA SLS NA SEMANA DO MEIO AMBIENTE


"Uma das nossas iniciativas nesta Semana do Meio Ambiente foi levar palestras com a temática ambiental para as escolas. Temos uma programação extensa que começa a partir de quinta-feira (1º) e se estende até quarta-feira (7), quando realizaremos um grande evento na praça com várias entidades que tratam da temática ambiental (FURG, CEAMA, estudantes da UFPel etc.). Também haverá a presença de escolas expondo trabalhos e projetos."




UMA TRAJETÓRIA MARCADA POR AVANÇOS


Com 14 anos de atuação na área ambiental do município, Rodrigo Uarth compartilhou como deseja que sua passagem pelo SEPLAMA seja lembrada:

"Eu quero que minha passagem pelo SEPLAMA tenha sido proveitosa, para que eu possa olhar para trás e

Rodrigo em entrevista para a Yaih

ver que contribuí de alguma forma, que deixei uma ideia. Um legado fica para sempre."


"Um sonho que tenho é tratar o esgoto do município. Toda aquela orla da praia está do jeito que está por conta da matéria orgânica. É esgoto lançado de forma irregular no arroio Carahá e no arroio São Lourenço, que desemboca na Lagoa dos Patos. Devido à grande quantidade de sujeira, surgem os aguapés, uma resposta da natureza para filtrar aquela sujeira. É uma reação natural, mas o aparecimento de muitos aguapés pode ser preocupante, pois indica uma grande quantidade de esgoto."


"Meu grande objetivo é que as temáticas e causas ambientais sejam reconhecidas, seja por meio da educação ambiental, que instiga as pessoas a buscarem informações. Tenho como meta alcançar esse reconhecimento por meio de leis."


"Existe um projeto em andamento para a criação de uma clínica e um centro de tratamento animal aqui em São Lourenço do Sul. Já possuímos local e recursos financeiros para isso, e temos expectativas elevadas. Assim que estiver pronto, faremos a coleta dos animais e forneceremos tratamento com uma equipe técnica, profissionais qualificados. Em breve, daremos início à construção da estrutura. Ficarei muito feliz em deixar esse legado para São Lourenço do Sul, para a próxima gestão do SEPLAMA."



ELEIÇÕES MUNICIPAIS EM 2024


Rodrigo revela, com exclusividade, que está à disposição para as próximas eleições municipais, sendo pré-candidato pelo partido PDT ao executivo do município.

Rodrigo acredita que o diálogo e a troca de ideias são fundamentais para o avanço, pois nada pode ser feito sozinho e admitiu gostar muito de politica.

"Eu vejo a política como um meio de fazer o bem, de ajudar as pessoas"






Yaih, gostou da entrevista? Siga a Yaih nas redes sociais

Comments


bottom of page