top of page
  • Ághata Ramos, Agência Yaih

ENTREVISTA COM LETÍCIA NEUTZLING, PATROA DO CTG SEPÉ TIARAJU




O CTG Sepé Tiaraju, uma instituição tradicional de São Lourenço do Sul, tem se destacado por seu compromisso em manter viva a cultura gaúcha e o tradicionalismo. Recentemente, a Agência Yaih teve a oportunidade de conversar com Letícia Neutzling, a atual patroa do CTG Sepé Tiaraju, que compartilhou sobre as atividades e a importância das invernadas, bem como sua visão apaixonada pela cultura gaúcha.


Atualmente, o CTG Sepé Tiaraju abriga três vibrantes invernadas: a Mirinzinha, a Pré-Mirim e a Mirim. A invernada Mirinzinha acolhe os pequenos com idades entre 4 e 6 anos, enquanto a Pré-Mirim é até 9 anos. A invernada Mirim, por sua vez, é uma etapa de transição, com jovens de até 13 anos. Em breve, os membros da invernada Mirim com 15 anos formarão uma nova invernada, a Juvenil. A responsabilidade pela instrução de dança fica a cargo de Roger Schneid para as invernadas Mirinzinha e Pré-Mirim, enquanto a invernada Mirim é orientada por Jean Roberto Barbosa, que cria coreografias e guia os jovens em sua jornada cultural.


Letícia Neutzling enfatiza a importância vital da presença das crianças e jovens no CTG Sepé Tiaraju, destacando: "As crianças são o nosso futuro, e a cada dia que conseguimos estimulá-las é muito gratificante." Ela acredita firmemente que é por meio da participação ativa das invernadas que as tradições e a cultura gaúcha são preservadas e transmitidas às futuras gerações.





Para Letícia, as invernadas possuem um papel significativo na atração de público para o CTG e para a cultura gaúcha como um todo. Ela compartilha sua visão sobre o poder das invernadas, afirmando: "O poder das invernadas é muito grande... Quem traz o maior movimento para dentro da entidade são eles (a invernada). Cada criança traz uma rede familiar ou de amigos para assistir, um convida o outro, e quando se percebe são muitas pessoas envolvidas, o CTG vai se enchendo por pessoas que querem ver a cultura."


Atualmente, a invernada Mirim é composta por 21 prendas e 17 peões, enquanto a Pré-Mirim reúne 12 prendas e 8 peões e a invernada Mirinzinha possui 15 peões e 14 prendas. A paixão e o entusiasmo desses jovens são palpáveis, e eles desempenham um papel crucial na promoção e preservação das tradições gaúchas.


1° Prenda Mirim (Laura W. Corvelo) e 1° Prenda Juvenil (Helena Neutzling Cezar)

Leticia destaca seu apoio incondicional à cultura gaúcha e ao tradicionalismo. Seu compromisso e paixão pela preservação das tradições são evidentes, e seu trabalho no CTG Sepé Tiaraju é um testemunho vivo da importância de manter viva a rica herança cultural do Rio Grande do Sul. Além disso, Letícia enfatiza o privilégio de ser mãe da prenda, no caso de sua filha Helena eleita 1° prenda Juvenil, destacando a responsabilidade e a dedicação que isso envolve. Ela afirma: "[...] é um ensinamento mútuo, uma responsabilidade e um comprometimento grande, as meninas que concorrem a prenda precisam se preparar, estudar e realizar uma prova escrita com redação e uma prova artística, não é tão simples como as pessoas imaginam. Para a família é uma emoção muito grande, passamos por um nervosismo, mas é uma emoção que vale a pena, uma experiência única".


na foto: Patrão Luciano Vargas, patroa Letícia Neutzling e a prenda Helena Neutzling


Prendas com o Departamento Cultural do Sepé Luciara Muller e Laura Renosto


Guri do Sepé Tiaraju- Guilherme Freitas Bauer


Prenda Juvenil do Sepé Tiaraju- Luiza Nickel Quevedo






Comentários


bottom of page