top of page
  • Viviane Iuppen

É POSSÍVEL REDUZIR AS CHANCES DO ALZHEIMER?‌



Texto escrito por Viviane Specht Iuppen

- Farmacêutica (PUCRS) e nutricionista (PUCRS)

para a edição 148 da Revista Yaih


A Doença de Alzheimer é uma condição neurodegenerativa que afeta a memória, o pensamento e o comportamento. Ela é a forma mais comum de demência e tende a piorar ao longo do tempo. Os sintomas iniciais incluem esquecimento, confusão e dificuldade em realizar tarefas cotidianas. À medida que a doença progride, podem surgir problemas de linguagem, alterações de humor e personalidade, além de dificuldades motoras.

A origem da doença não é totalmente conhecida, mas tem ligação com fatores genéticos, estilo de vida e idade.

Prevenir o Alzheimer não é completamente possível, mas alguns hábitos saudáveis podem ajudar a reduzir as chances. Algumas dicas que podem te auxiliar:


  1. Mantenha o cérebro ativo: Envolver-se em atividades intelectualmente estimulantes, como leitura, quebra-cabeças, jogos e aprendizado contínuo, pode ajudar a manter o cérebro saudável.

  2. Mantenha-se socialmente ativo: Interagir com amigos, familiares e participar de atividades sociais pode ajudar a manter conexões mentais e emocionais.

  3. Exercite-se regularmente: A prática de exercícios físicos, como caminhadas, natação ou ioga, pode promover a saúde cerebral e cardiovascular. Adotar um estilo de vida saudável desde jovem pode ter um impacto positivo a longo prazo na saúde do cérebro.

  4. Mantenha uma dieta equilibrada: Opte por uma dieta rica em frutas, vegetais, grãos integrais, peixes, nozes e azeite de oliva, que têm sido associados a benefícios para o cérebro. Manter um peso adequado através de uma dieta equilibrada e exercícios pode contribuir para a saúde cerebral.

  5. Controle a pressão arterial: Manter a pressão arterial em níveis saudáveis é importante para a saúde cerebral. A hipertensão pode aumentar o risco de doenças cerebrais.

  6. Durma bem: O sono adequado é essencial para a função cerebral. Tente manter uma rotina regular de sono.

  7. Gerencie o estresse: O estresse crônico pode ser prejudicial ao cérebro. Práticas como meditação, ioga e técnicas de relaxamento podem ajudar.

  8. Mantenha-se atento a condições médicas: Trate condições como diabetes, colesterol alto e problemas cardíacos, que podem afetar a saúde cerebral. Mantenha sempre um check-up em dia e consulte com médico pela menos uma vez ao ano.


Lembre-se de que não há garantias de prevenção total, mas essas práticas podem contribuir para uma vida mais saudável em geral e possivelmente reduzir o risco de doenças cognitivas, incluindo o Alzheimer. Sempre consulte um profissional de saúde antes de fazer grandes mudanças em sua rotina.






Siga a Nativa no Instagram!








Comentários


bottom of page